23 de jul de 2009

Hospital Israelita Albert Einstein inaugura prédio sustentável


(Revista Infra)


Construção ecologicamente correta contou com investimentos da ordem de R$ 220 milhões
O Hospital Israelita Albert Einstein inaugurou um prédio ecológico de 70mil m² no bairro do Morumbi, em São Paulo. A ampliação, que vem acompanhada de um novo sistema de atendimento, foi projetada para que todo o processo de construção e utilização do novo ambiente fosse realizado de maneira sustentável. “Nossa preocupação com a sociedade é colocada em prática com iniciativas sustentáveis como esta nas áreas da saúde, responsabilidade social e meio ambiente”, diz Claudio Luiz Lottenberg, presidente da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein. Durante a obra, houve rígido controle de poluição, além de plano de gerenciamento de erosão, assoreamento, poeira e ruídos, a fim de evitar problemas para moradores e frequentadores da região. Um programa de reciclagem fez com que cerca de 75% do material fosse reutilizado, evitando que o entulho fosse para aterros sanitários. O gerenciamento da descarga de águas pluviais, a utilização de reservatórios de retardo e os jardins presentes em toda a cobertura do edifício gerarão uma redução de aproximadamente 30% do volume de água da chuva enviado para a rede pública. Associado à implantação de grandes espaços verdes nas áreas externas e coberturas do edifício, esse sistema ajuda a evitar o desperdício de água e enchentes na região.Outra característica que visa o benefício da região é o controle de poluição luminosa. O objetivo dessa iniciativa é fazer com que a luz gerada no prédio seja suficiente para garantir a segurança e conforto dos pacientes, sem afetar a área ao redor do Hospital.Além da preocupação com o impacto da construção no meio ambiente e na comunidade, as características sustentáveis incentivam o uso de transportes menos poluentes (bicicletas, por exemplo), o consumo consciente de materiais e sua reciclagem. Racks seguros para bicicletas e vestiários com chuveiro e uma pequena estação rodoviárias para ônibus fretados têm por objetivo incentivar que os funcionários do Hospital usem menos automóveis. Postos de recolhimento de lixo reciclável em diversos andares e uma pequena usina de classificação e compactação desse material também integram o projeto.O plano de expansão do Hospital Israelita Albert Einstein conta com um investimento da ordem de R$ 520 milhões em um período que compreende os anos de 2006 a 2012.

Um comentário:

KINHA disse...

Olá!
Estou aqui para fazer-lhe uma proposta, que eu considero interessante.Também sou TOP 100 e estou concorrendo na categoria “VARIEDADES” e estou na campanha “UM VOTO POR UM VOTO”.O legal disso tudo é essa interação,eu conheço seu blog e vc, o meu.Já votei no seu e sei que também que receberei seu voto.
Estou te seguindo e se quiseres me seguir, ficarei honrada.Venha apanhar o selo comemorativo do blog, com assinatura de um artista plástico.Sua presença é muito importante para nós.
Obrigada
http://amigadamoda.blogspot.com